Flexografia e clichê de impressão
14/07/2016

     Flexografia é um processo de impressão em que a fôrma, um clichê de borracha ou fotopolímero, é relevográfica. O sistema pode ser considerado como um "parente" do carimbo. Usa-se tintas líquidas extremamente secativas, a base de água, solvente ou curadas por luz UV ou feixe de elétrons.

Clichê de impressão

     A flexografia é um processo de impressão direta, caracterizado pelo emprego de uma forma relevográfica (isto quer dizer que suas áreas de impressão estão em relevo) e resiliente (elástica), produzida na forma de chapas planas ou camisas.

     Basicamente, o processo pode ser dividido em duas etapas: banda estreita e banda larga. Como o próprio nome diz, banda estreita se refere à impressão de rótulos, etiquetas e adesivos e banda larga no que diz respeito à embalagens, papéis de presente, cerâmicas, entre outras aplicações.

     Historicamente, o primeiro processo "industrial" de obtenção da forma flexográfica foi o procedimento chamado de "matriz negativa" - uma forma relevográfica de tipografia (clichê de zinco) era colocada em uma prensa com planaltos aquecidos a altíssima pressão, juntamente com um material termo moldável: o baquelite, bastante utilizado na fabricação de cabos de panelas, por exemplo.

     O resultado era uma matriz com as imagens em negativo, que voltavam à prensa aquecida, postas em contato com uma borracha. Com o calor e a pressão, a borracha vulcanizava e as imagens negativas do baquelite invertiam-se em relevos na chapa de borracha.

     A flexografia pode imprimir praticamente qualquer tipo suporte, e atua em diversos segmentos, desde a impressão de embalagens até a de etiquetas e rótulos, como falamos anteriormente. Apesar de ter sido tachada durante muitos anos como um processo de impressão de pequena ou baixa qualidade, quando comparada à rotogravura, o avanço tecnológico da flexografia levou-a a um novo patamar de qualidade, tão boa quanto a impressão rotogravura ou offset, desde que sejam observados os inúmeros controles e monitoramento das variáveis durante o processo.

     A grande vantagem da flexografia em relação aos outros métodos é a capacidade de impressão em uma quantidade enorme de substratos não absorventes, além da secagem rápida da tinta líquida. Além disso tem boa aplicação em suportes tridimensionais e irregulares, baixo custo, alta durabilidade e adaptabilidade em qualquer máquina.

     As desvantagens do processo são o fraco rendimento em meios tons, má definição em elementos pequenos e detalhados, assim como nas sombras e altas luzes das imagens. Por isso, a impressão em flexografia não deve utilizar meios tons nem degradês. Corpos pequenos e fontes serifadas com espaços vazios pequenos também não podem ser usados.

Para conhecer mais produtos feitos em flexografia entre em nosso site, http://produtospersonalizados.com.br/

Comentários

Veja Também

Entenda os diferentes tipos de sacolas plásticas.
Descubra os melhores produtos personalizados para a sua festa
Aprofunde seu conhecimento sobre esse processo que promete crescer no mercado brasileiro.
Entenda sobre termos gráficos